Abrir menu

Blog da Kube.

Foto por Ricardo Miura

Arquitetura e design podem incentivar clientes a consumir

A Kube foi assunto da capa do DCI (Diário Comércio Indústria & Serviços) no Caderno Rio de Janeiro hoje, falando sobre como a arquitetura e o design podem incentivar os clientes de uma marca a consumir. Confira abaixo.

Souvenirs que ficam na altura dos olhos, brinquedos que as crianças podem tocar e experimentar, ambientes que refletem o posicionamento das marcas. Para a arquiteta Juliana Neves a arquitetura pode - e deve - ser usada para incentivar o consumidor a comprar.

Assim, ela criou a Kube Arquitetura, escritório carioca que busca projetar espaços que se conectem "emocionalmente" com os clientes e que transpareçam os valores das marcas. De acordo com Juliana, é possível aumentar as vendas em até 30% com os conceitos de Arquitetura Sensorial.

"Entendemos que a atmosfera da loja interfere totalmente na opção de compra. Às vezes, mudamos prateleiras e produtos de lugar ou mexemos na iluminação. O importante é a arquitetura estar em harmonia com o posicionamento e a estratégia de venda da marca e seu público-alvo", explica a sócia.

A Kube procura envolver os clientes e donos das lojas no processo de criação. O passo seguinte à análise da planta do espaço é tentar personificar a marca, criando um estilo de vida próprio. Em seguida, o cliente imagina a casa dessa pessoa e essas ideias são aplicadas pelos arquitetos ao design da loja.

Leia a matéria completa clicando aqui.

Gostou? Compartilhe em suas redes sociais: